Devaneios Reais


"Pensei então: Insanidade sonhar
Só havia visto poucas vezes
Jamais devaneios pareciam tão legítimos
Eu percebia cada utópica sensação

Noites sonhando
Distintas fantasias
Sentidos similares
Pensei então ser aviso sobrenatural

Não havia algo a fazer
Questões esvaíram sonhos
Busquei novos anseios
Eliminar fábulas da memória

Logo devaneios vieram fortes com o vento
A atmosfera apresentou promessas vindas do firmamento
Só coube à memória resgatar
Decidi logo acreditar e guardar

O zelo veio a me abraçar
Percebi tudo se modificando
Devaneios e promessas
Do ideal ao concreto

Ao firmamento
Meus agradecimentos
Tanto pelo ar que às vezes me falha
Quanto pelo vento que traz promessas e pensamentos."